PROCESSOS DE DESIGN PARA MELHORAR A VIDA DAS PESSOAS COM TRANSTORNOS MENTAIS

DESIGN E SAÚDE

Maher e Kaziunas (2016) mencionam que o tratamento centrado nas necessidades singulares de cada paciente, mesmo diante do diagnóstico geral já estabelecido, faz parte do princípio do cuidar de saúde voltado ao indivíduo. Tendo o tratamento atrelado a tais premissas, é interessante perceber a conexão com o conceito da experiência centrada no usuário.

No contexto do Design Science Research, Aline Dresch (2015) diz que, “design significa realizar mudanças em um determinado sistema a fim de transformar as situações em busca da sua melhoria”. Tais mudanças podem vir a ser realizadas , por exemplo então, através da observação do processo comportamental do cotidiano do indivíduo, das suas necessidades específicas e, a partir daí então, criar as alternativas.

PROJETO CRICHTON

Mãos na mesa

Utilização da Metodologia do Design Thinking e suas ferramentas, na elaboração de uma proposta para atuar no Déficit educacional e psicossocial de crianças com TDAH e Dislexia.

Caixa com sensores de presença e pulseira

Protótipo em procecsso de validação em escola pública piloto envolvendo a tríade: educadores, familiares e profissionais de saúde.

Caixa com sensores de presença e pulseira

As informações imputadas pela tríade se conectam com nossa IA, que faz a indicação de um diagnóstico e um posterior tratamento com profissional de saúde especializado e um possível acompanhamento

mão escrevendo em post it

Espera-se uma diminuição do Déficit Educacional de crianças e jovens das escolas assim como um efetivo relacionamento entre pais, escolas e profissionais de saúde.

MÍDIA

Imagem da Seleção de Incubação
Estamos na Incubação do Porto Digital

Mais um passo dado para a construção do projeto Organize

Foto apresentação de Felipe Freitas
Congresso Nacional de Terapia Ocupacional 2019

Processos de Design para qualidade de vida

Foto do Programa de Aceleração do Porto Digital
MIND THE BIZZ 2019

Começou no dia 13 de julho, a aceleração da nossa StartUP no porto digital.

Foto da equipe no evento
MEET PÓS STARTUP WEEKEND HEALTH 2019

Meet no Cesar School com Secretaria de Saúde de Pernambuco, advogados, médicos e o time do SWH.

Foto da equipe no evento
STARTUP WEEKEND HEALTH 2019

Conquistando a Menção Honrosa no evento e conhecendo a equipe

Foto da equipe no evento
STARTUP WEEKEND HEALTH 2019

54 Horas imersas no evento e a conquista da Menção Honrosa, Proposta de incubação e desenvolvimento de outra linha do nosso projeto

Imagem Campanha Digital Bootcamp2019
BOOTCAMP 2019

Apresentação do Projeto Organize e participção de mesa redonda sobre a importância do design na saúde.

Banner apresentado no JEPEX 2018
JEPEX 2018

Artigo do Projeto selecionado

Banner Colabora Design 2017
COLABORA DESIGN 2017/2018

Apresentação do Projeto Organize e suas relações com a saúde e a Instrumentação do ambiente.

EQUIPE

Foto de Felipe Freitas
FELIPE P. DE FREITAS

Msc. em Design, Certificação em Design Sprint, Pós Graduação em Gestão e Marketing Digital, Design da Informação e formado em Programação Visual.

Foto de Melissa Pontes
MELISSA PONTES

Msc. em Engenharia de Software, Certificação em Design Sprint, Agile Test World Champion 2014, Graduanda em Medicina Veterinária

Foto de Cahú Victor
CAHÚ VICTOR

Msc. em Engenharia Eletrônica e Graduado em Engenharia Eletrônica

Foto de WLADMILSON
WLADMILSON BERNARDINO

Negócios

Foto de Aline Figueiredo
ALINE FIGUEIREDO

Engenheira de Software com Pós Graduação em Gestão Hospitalar

Foto de Melissa Pontes
RICARDO ALBUQUERQUE

Graduando em Medicina pela UPE

Foto de Renata Teti
RENATA TETI

Msc. em Psicologia da Saúde, Especialista em Psicologia Clínica e Hospitalar e formada em Psicologia.

EXPECTATIVAS

A tecnologia IoT mostrou-se ser uma ferramenta estratégica no tratamento. A pesquisa e testes com usuários realizados durante as análises interacionais remetem a um projeto que pode ser redirecionado para outras patologias e tratamentos ou, simplemente, atuar na rotina de pessoas em outros segmentos.

Enquanto tratamento, o processo de estimulação cognitiva pode ser de forma temporária, não visando causar dependência, mas sim facilitando o desenvolvimento dessas habilidades que estão comprometidas. Como artefato no auxílio da rotina do dia a dia, pode ajudar de forma contínua em ambinetes ou em situações para segurança e bem estar da pessoa.

Contato